Cybercrimes e o uso indevido de dados pessoais na internet

O Brasil é hoje o 2º país que mais sofre com ataques de hackers e cybercriminosos no mundo...

 

Cybercrimes e o uso de indevido de dados pessoais na internet.

 

O Brasil é hoje o 2º país que mais sofre com ataques de hackers e cybercriminosos no mundo. Segundo o relatório da Norton Cyber Security, desde 2017 o Brasil ocupa as primeiras posições no ranking de países com maior número de casos de crimes cibernéticos, junto aos EUA e Rússia.

O relatório aponta ainda que cerca de 62 milhões de pessoas e empresas já foram afetadas, com prejuízos estimados em US$ 22 bilhões.

De acordo com um outro  levantamento realizado pela Psafe, empresa especializada em segurança digital e monitoramento de dados, 1 em cada 5 brasileiros já foi vítima de alguma fraude criminosa na internet, o que chamamos de cybercrimes.

Na pesquisa realizada em 2019, foram recebidas 32.042 mil respostas de usuários entre 7 de maio e 22 de maio de 2019.

Perguntados se já foram hackeados alguma vez, 21% dos usuários responderam que sim. Entre os principais ataques relatados, a clonagem de whatsapp e de redes sociais são as principais queixas das vítimas.


 

Número de telefone - 51,3%

Credenciais de redes sociais - 44,3%

Credenciais de e-mail - 37,1%

CPF - 26,0%

Credenciais de banco ou cartão de crédito - 19,2%

RG – 16,7%

Credenciais de serviços de compra online - 16,0%

Credenciais de serviços de streaming, como Netflix ou Spotify - 14,9%

Outros - 12,9%


 

Preparamos algumas dicas para aumentar a sua segurança e proteção do seu celular e dados pessoais:

  1. Ativar a autenticação em dois fatores em todas as redes sociais;

  2. Ativar o reconhecimento facial ou biometria para aplicativos de mensagens (como no WhatsApp);

  3. Não anotar senhas em blocos de notas do celular;

  4. Sempre ter a senha de bloqueio de tela ativada;

  5. Manter sempre o localizador e aplicativo para apagar os dados à distância ativado, para segurança em casos de roubos e furtos. Nesses casos, deverá ligar imediatamente na operadora telefônica para o bloqueio do chip.

 

E Atenção!

NÃO CLIQUE, NÃO ABRA, NÃO ENCAMINHE mensagens que venham por whatsapp com qualquer tipo de OFERTA, PROPOSTA, PROMOÇÃO, AUXÍLIO ETC.

Caso tenha sofrido com algum golpe virtual, o melhor caminho a ser seguido pelas vítimas é buscar atendimento jurídico para realizar as devidas providências e ter a melhor compreensão acerca dos riscos e procedimentos a serem adotados.

Tecnologia do Google TradutorTradutor